segunda-feira, 6 de agosto de 2012

A jornada de Batman por Christopher Nolan

Tive um domingo contemporâneo, onde eu e meu amigo Márcio Tadeu, ficamos das 14hrs até a 00hrs assistindo toda a série do filme Batman. Uau mesmo! Após ir ao cinema no dia anterior e ver "Batman, o cavaleiro das trevas ressurge" pela primeira vez, fiquei obcecada, e o termo "cinefilosmaníacos" ficou pequeno pra definir nossa empreitada. A saga, (não a nossa, a do filme) dirigida por Christopher Nolan - diretor de Amnésia e A Origem - narra a trajetória do excêntrico bilionário Bruce Wayne, interpretado por Christian Bale, que vive nas telonas uma legítima Jornada de Herói tão emocionante quanto a de Luke Skywalker de Star Wars. Não há a menor dúvida de que Batman de Nolan é um divisor de águas mudando completamente a maneira de contar a história de um super-herói. Sua visão sombria e realista (seu maior triunfo), dá humanidade aquele que se sobressai aos demais. Após os términos das filmagens, o diretor deixou uma carta se despedindo e comentando como foi a realização do projeto. Que tal nos acompanhar nessa nossa aventura mais louka que o próprio Batman onde me tornei uma Batmaníaca, em uma jornada de 12 horas assistindo toda a trilogia. Então vamo que vamo!


No primeiro filme, "Batman Beggins" feito em 2005, Bruce Wayne rompe com seu o mentor Ras Al'Ghul e o enfrenta para defender a cidade de Gotham. A trilha sonora acompanha a narrativa dramática e claro, ajuda a conduzir a estória, além de ser arrepiante.


Entre seus funcionários Wayne encontra e estabelece seus aliados, o mordomo Alfred (Michael Caine) e o cientista Fox (Morgan Freeman). Sucesso de público e crítica, o primeiro filme arrecadou 48 milhões em bilheteria na primeira semana de estréia.


No segundo filme, "Batman o Cavaleiro das Trevas" produzido em 2008; Batman encontra sua Sombra, o vilão e porta-voz do caos, Curinga, interpretado pelo ator Heath Ledger (que recebeu um oscar póstumo, ele morreu de overdose por medicamentos após estréia do filme) prova que é o personagem mais fora da casinha de toda dramaturgia. Com excelente direção de fotografia e sequencia de takes impressionantes, a produção teve um custo de 250 milhões de dólares, só no segundo filme. 


E seguimos para a reta final, o último longa -metragem dirigido por Nolan, está em cartaz nos cinemas, "Batman, o Cavaleiro das Trevas - Ressurge". O  já debilitado Wayne se vê obrigado a voltar a ativa depois de oito anos de exílio e extrema solidão após ter assumido a culpa de um crime. Destaque especial para Anne Hathaway, que dá um ar de psicótica a personalidade de sua mulher gato, enquanto Wayne enfrenta seu menthor, recupera sua empresa, encontra o amor e de forma emocionante, o último filme da trilogia se consagra como um épico.


A essa altura do campeonato, Eu e Márcio estávamos no cinema, sentados em confortáveis poltronas acolchoadas fazendo nosso pedido de pipoca pra um garçon enquanto nos preparávamos para re-assistir Batman Ressurge. Aliás, fikaadika de um excelente e exclusivissimo cinema, Playarte Splendor - v.i.p total - pra quem tá solteiro e quer paquerar ou pra quem quer ir ao cinema namorandinho e agradar o amado. Mega indico.

Um comentário:

Betânia Alves Paulino disse...

Valeu pelas dica de filme. Beijos.